O Dinheiro Ajuda a se Livrar das Dívidas?

Parece uma pergunta óbvia, mas não é. E se eu te dissesse que o dinheiro não resolve o problema da pessoa que vive endividada? Quem ganha pouco e nunca para de dever, se tiver um aumento significativo da renda, com certeza irá aumentar também a sua dívida. Parece que não faz sentido, mas ter dinheiro não significa que você é rico e bem de situação; e não ter dinheiro, não quer dizer que você é pobre e passa necessidade.

Ao longo da minha vida, vi pessoas que sempre precisavam da ajuda dos outros, mas quando ganhava um dinheiro grande, não ajudavam ninguém, gastava tudo e as vezes ficavam esnobes ou arrogantes e diziam: – Se fui pobre não me lembro. Quando o dinheiro acabava, vinha chorar por que estava comendo ‘sopa de osso’.

Quantas vezes vi o meu pai dar dinheiro e até eu mesmo fiz isso. Mas a pessoa continuava sempre com o mesmo problema. Essas pessoas geralmente resolviam uma dívida e faziam outra em seguida, voltando a ficar endividado. Ou mesmo gastava tudo e não procurava criar algo que gerasse uma renda, um negócio, tudo era gasto com bobagens que logo acabavam.

Certa vez, ajudei uma pessoa com a dívida do cartão. Eu pensei, bom, vou emprestar esses R$ 800,00 por que senão daqui a 1 ano isso vai virar uns R$ 2 mil. Um ano depois, consegui o meu dinheiro de volta.

Mas novamente essa pessoa queria usar desta vez todo o limite do cartão que era de 8 mil reais e que ela disse que conseguiria pagar sem problema. O detalhe é que essa pessoa não tinha renda. Bom consegui convencer a não gastar esse valor naquele momento, e mesmo assim ela fez uma dívida que 3 meses depois estava em R$ 2 mil e as faturas não param de chegar.

A grande pergunta é, como se livrar das dívidas? Simples. Pare de gastar! Aprenda a investir e fazer o dinheiro trabalhar para você, para que você seja próspero.

Algumas dicas para resolver o problema financeiro, claro que você não vai começar a fazer tudo isso no primeiro mês, mas comece agora:

  • Aprenda finanças pessoais, seja inteligente financeiramente.
  • Inteligência financeira se aprende, ninguém nasce pronto.
  • Faça uma planilha de gastos pessoais
  • Poupança não é investimento.
  • Viva com menos do que você ganha.
  • Você não precisa comprar nada pra ser feliz.
  • Crises e tragédias acontecem, mas não é todo mês.
  • Trocar de carro ou viajar não vai te fazer próspero e feliz.
  • Trabalhe de forma inteligente, para gerar mais receita e menos esforço.
  • Separe 10% da renda bruta para aposentadoria.
  • Separe 10% um fundo de emergência.
  • Separe 10% para investir em fundos, CDB ou ações.
  • Separe 10% exclusivamente para você.
  • 60% você paga as contas e usa para outras coisas.
  • Doe sempre e ajude o próximo, seja generoso.

Você pode trabalhar como funcionário sem problema usando essas dicas, mas se você quer ser um empreendedor, leia esse artigo clicando aqui.

Gostou deste artigo?

Não perca as próximas novidades

Inscreva-se gratuitamente para receber informações sobre novidades, artigos, vídeos e palestras para sua vida pessoal e para seu negócio.

inscreva-se

Maior erro que te impede de

About The Author

João Guilherme Barros

Especialista em Coaching Financeiro, Organização e Planejamento Financeiro Formado em Ciências da Computação com Especialização em Gerenciamento de Projetos. Formado em Professional Coaching Practitioner pela Academia Brasileira de Coaching, atuando com Inteligência Emocional e Neurociência aplicada ao Coaching. Co-participação da criação do Livro de Neurociência: Ask Brain do Doutor Marcelo Peruzzo. Mentor Convidado na MT stars (http://www.mtstars.com.br/) Participou de diversos cursos, treinamentos, workshops, congressos e seminários pra aprender aquilo que pode fazer a diferença na vida dos seus clientes, seguidores e amigos.

Deixe seu comentário